Empoderamento Feminino É O Eixo Da Vez No Sesc Palladium

As mais diversas formas de arte em um só lugar, norteados por um importante tema em voga. Esse é o objetivo dos Eixos Curatoriais, uma série de programações mensais idealizadas pelo Sesc Palladium, em Belo Horizonte.

“Mulher, Arte e Feminismo” é a combinação explosivamente incrível que eclode por todo país e desde o ano passado vem ganhando destaque em tudo quanto é lugar on e offline. Exatamente por isso, o Sesc levanta o questionamento sobre a presença da mulher na sociedade, e não somente no universo das artes. O mês de março foi escolhido para ser palco de discussões, apresentações e reflexões acerca do tema, em eventos gratuitos ou por um valor bem acessível.

Selecionamos alguns dos diversos eventos, que transitam pela música, teatro, dança, literatura, cinema, artes visuais e atividades formativas, pra você que é de BH ou está de passagem pela capital mineira durante esse mês. Vai ser difícil escolher entre tanta coisa bacana, ou vale se jogar em todos também.

Artes Cênicas

Publicidade

– Projeto Criações de Bolso apresenta: “Amor: Manifesto Antiacademicista” (11 a 13/03)

Sozinha em cena, a atriz Marina Viana disserta sobre o amor e o feminismo, apontando novos rumos na reconstrução da concepção da origem homem/mulher.

– “Rosa Choque”, do Coletivo Os Conectores (26/03 às 20h)

Partindo do questionamento sobre as diferenças físicas e biológicas entre o feminino e o masculino, a violência contra a mulher é o pano de fundo da peça, que aborda confrontos, estado de choque e limitação da liberdade.

– Projeto Pauta em Movimento: “A-corda que é real” (27/03 às 19h)

Uma obra de dança sobre ser humana, mulher e negra para provocar a apropriação de uma vida em estado total de liberdade de expressão, numa mistura de técnicas, dança urbana e elementos afro-brasileiros.

Música

– NEGR.A, do Projeto Salve o Compositor! (10/03 às 20h)

O trabalho do NEGR.A Coletivo de Negras Autoras é permeado por poesia, música e dramaturgia para traçar o percurso da mulher negra ativa na sociedade contemporânea sob a ótica da palavra, do corpo e da sonoridade.

sesc-palladium-feminismo-2
Foto: Paulo César Fotástico // Reprodução

Literatura

– Projeto Leia Mulheres BH (19/03 às 16h)

Publicidade

Inspirado pelo #readwomen2014 idealizado pela escritora Joanna Walsh, o projeto incentiva a leitura de escritoras, que ainda não têm muita visibilidade no mercado editorial. Em encontros realizados por todo o país, cada mês um livro é discutido. O de março será “Poéticas”, de Ana Cristina César, a homenageada da FLIP neste ano.

– Marcia Tiburi fala sobre “Feminismo, Filosofia e Política”, no Projeto Literatura: Questões do Nosso Tempo (23/03 às 20h)

Fazer pensar sobre a dominação masculina, quando a história das mulheres parece fadada ao esquecimento em uma imensa parcela da sociedade que se encaixa em moldes ultrapassados e bastante questionáveis.

– Sarau “Desperdiçando Rima”, com Karina Buhr • Projeto Digas! Poesia Falada (24/03 às 19h30)

O primeiro livro da cantora e compositora ganha status de sarau num mix entre poesia, música e artes plásticas, além das canções do disco “Selvática”, transformadas em leitura, encenação e performance com a presença da banda.

Artes Visuais

– “Retrato: Substantivo Feminino”, do Projeto Desvios (1 a 27/03)

Em sua primeira edição do ano, o projeto traz uma proposta de criação coletiva de audiovisual com foco nas mulheres ligadas às tradições culturais Brasil afora. Daí, nasceram retratos alinhavados por um possível substantivo feminino.

– “Projeto Parede com Criola” (8 a 13/03 – live painting)

O empoderamento da mulher negra brasileira é a inspiração da artista mineira Criola, que traduz seu ponto de vista em formas, cores e muito estilo. Um vídeo sobre seu processo criativo será criado por Thiago Santos e exibido a partir do dia 22.

Cinema

– Filmografia de Pedro Almodóvar (durante todo o mês)

O grande cineasta espanhol é apaixonado por filmes e pelo universo feminino, e expressa sua arte em uma lista enorme de títulos, em sua maioria protagonizados por mulheres. A mostra traz diversas histórias, entre elas “Tudo sobre minha mãe”, “A pele que habito” e “Abraços partidos”.

Os eventos acontecem de 1 a 31/03, e pra não perder nada, dá uma olhada na programação completa do Eixo Curatorial no site do Sesc Palladium. O Sesc Palladium fica na Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro. Belo Horizonte // MG.

Foto Capa: Karina Buhr // Divulgação

Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags

. .