Net-A-Porter, Um Dos Maiores Varejistas De Moda, Bane Pele De Animais

Algumas marcas continuam usando e abusando das peles. Cara Delevingne desfile com roupa e até chaveiro feito de peles de animais para Fendi na temporada de Inverno 2014 // Reprodução
 

Peles de animais ainda são consideradas símbolos de luxo, mas cada vez mais elas passam a ser entendidas também como símbolos de crueldade, devastação ambiental e mentalidade atrasada. Não é à toa que cada vez mais marcas e empresas passaram a banir peles de animais em suas araras. No entanto, no mercado de luxo essa caminhada tem sido mais lenta, pelo menos até agora. Na terça-feira, 06, o HE Yoox Net-a-Porter Group, conhecido como YNAP desde a fusão em 2015, anunciou que não venderá mais peles de animais em seus e-commerces, incluindo o Net-A-Porter, Mr Porter, The Outnet e Yoox.

Esse é um grande passo se considerarmos que o YNAP é um dos maiores varejistas de moda do mundo, especializado no segmento de luxo e vendendo produtos de marcas que continuam, temporada após temporada, utilizando peles de animais em suas coleções como Gucci, Fendi, Burberry, Marni e muitas outras.

“O grupo iniciou sua jornada para criar um futuro sustentável em 2009 com o lançamento do Yooxygen, um destino pioneiro da Yoox para marcas sociais e ambientais responsáveis”, disse Matteo James Moroni, diretor de sustentabilidade da YNAP à Vogue UK. “Desde então, nós demos bons passos. No entanto, ainda há muito mais a ser feito e permanecemos mais focados do que nunca em nosso compromisso de criar um futuro sustentável. Temos um forte senso de responsabilidade e reconhecemos a importância de dar alguma contribuição positiva para a sociedade. Com uma série de iniciativas, parcerias e inovações, nosso objetivo é atuar como um catalisador da mudança para todo o setor”.

Organizações de proteção animal têm feito um trabalho exaustivo contra peles de animais nas passarelas há anos. Para Claire Bass, diretora executiva da Humane Society International UK, a atitute do grupo Net-A-Porter abre um precedente enorme na indústria.

Publicidade

“O Yoox se tornar livre de peles envia uma mensagem verdadeiramente poderosa para todo o mundo da moda, e às marcas de luxo, em particular, que a pela está totalmente fora de moda”, disse Bass. “Designers e varejistas de moda que continuam vendendo peles estão comercializando um produto de imenso sofrimento animal, por isso é emocionante ver marcas tão influentes que adotam políticas livres de peles”.

O comprometimento do grupo YNAP está relacionado a peles de coelho, chinchila, raposas e outros animais peludos (animal fur) comumente usados na moda. Outras peles, como peles de cobras, jacaré, vaca, porco, peixe, etc (animal skin), infelizmente, ainda são amplamente toleradas apesar de serem igualmente ruins para os animais e para o meio ambiente. Mas adotamos uma atitude positiva e acreditamos que se conseguimos ver um dos mais importantes varejistas de luxo banir os pêlos, vamos conseguir empurrar ainda mais para banir qualquer animal em forma de produto.

Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags

. .