Vintages & Vegetais: Restaurantes e Brechós Para Conhecer em São Francisco

São Francisco, na Califórnia, tem a fama de ser um lugar de pessoas alternativas e com opiniões políticas mais progressistas do que o restante do país. Não por mera coincidência, é o paraíso gastronômico dos veganos, pois a grande comunidade vegana que existe por lá há décadas acabou influenciando os hábitos de alimentação locais.

Com muita oferta, conseguimos encontrar uma variedade enorme de restaurantes para todos os gostos: japonês, mexicano, fast food e, claro, muita comida saudável. Nessa cidade maravilhosa e veganfriendly real oficial, todo restaurante tem pelo menos uma opção vegana. Nem sempre está escrito no cardápio, mas é só pedir. Em alguns restaurantes há a opção de trocar o queijo de origem animal pelo de origem vegetal, como é o caso da rede de pizzarias Delarosa. Ou seja, o restaurante não precisa ser vegano ou vegetariano para não passar perrengue – quando viajamos com outras pessoas, isso faz toda a diferença.

Das opções que tive a oportunidade de visitar, e um dos meus preferidos no quesito “agrada a todos, mas eles comem toda minha comida vegana” é o The Plant Cafe. Entre as melhores opções está o hambúrguer vegano e o tofu scramble. Tem também saladas e bowls e uma infinidade de sucos e kombuchas.

Outro lugar incrível, veganíssimo, sem glúten, orgânico e com boas opções crudívoras é o Seed+Salt. Tão bom, mas tão bom que eu não sei nem o que dizer. Sei sim, comam o brownie! O Vegan Burg é, segundo eles próprios, a primeira hamburgueria vegana do mundo. Servido alimentação à base de plantas no estilo fast food saudável desde 2010. 

Publicidade

Se te questionarem sobre a sua viagem ser baseada em comer tudo de mais vegano que conseguir, não discuta. A dica é visitar The Young Museum, o California Academy Of Sciences além do San Francisco Conservatory of Flowers, tudo dentro do Golden Gate Park. Todos eles são uma ótima desculpa para você poder comer em paz seu delicioso hot dog vegano com salsicha da Tofurky servido por lá. Sim, o parque também gosta da gente.

Já que a cidade é perfeita para você fazer tudo de bike, depois de muito pedalar já podemos pensar em comida novamente. Aos domingos, acontece a feira de produtores orgânicos e locais do Fort Mason. São muitas opções veganas e que valem cada pedalada na subida das não generosas ladeiras.

 

Brócolis ao invés de fritas para curtir o céu azul e temperaturas amenas vitaminada. 

 

O farmer’s market do Fort Mason conta com uma variedade imensa de produtos. Desde frutas, flores e vegetais, até comidinhas prontas como pães e doces e produtos de beleza artesanais. 

 

O Golden Gate Park é um destino indispensável quando em São Francisco. 

 

O famoso Seed+Salt aparece em todos os roteiros gastronômicos de São Francisco o que quer dizer: não deixe de passar por lá. 

 

Do lado dos vintages, as dicas também são muitas. Conhecido por ser o bairro hippie onde músicos se encontravam nos anos 60/70 Haight-Ashbury é a pedida pra quem não abre mão de uma boa muamba de segunda mão. Lá tem praticamente um brechó do lado do outro dos dois lados da calçada. Tem os mais arrumados, com curadorias finíssimas, tem os mais baratex e tem os que você vai se sentir completamente em outra época, como é o caso do Decades Of Fashion (também conhecido como o paraíso das figurinistas).

Outra dica certa é o GoodWill, parecido com nossos bazares de igreja, só que 10 vezes maior. Apesar de ter peças mais atuais de segunda mão, caçando bem é possível encontrar aquele vintage verdadeiríssimo que tanto amamos. O valor das vendas das peças do GoodWill são revertidas para os programas sociais destinados a pessoas em situação de rua, ex-encarceramento, falta de habilidades trabalhistas e educação limitada. O lema deles é que “juntos, podemos quebrar o ciclo da pobreza através do poder do trabalho”. Além disso os preços são muito bons.

Outro bairro bem gostoso de passear e fuçar as velharias é o Mission District, mais precisamente na Valência, uma rua enorme localizada a poucos metros do parque mais good vibes da cidade, o Mission Dolores ParkCom muitos brechós com mais cara de loja, um que recomendo a visita é o AfterLife Boutique e o Wallflower, que tem uma pegada anos 70 e algumas peças de autoria própria.

Quando estiver passeando por lá, não deixe de ir ao Buffalo Exchange, onde nem tudo é de décadas passadas, mas tem coisas interessantes a preços ótimos. Aproveite o embalo e corra pra lojinha mística que fica bem perto dele, a Scarlet Sage Herb CO

 

Garanta pelo menos dois dias de viagem só para se aventurar no universo dos brechós de São Francisco.

 

A prateleira de ervas dScarlat Sage Herb Co tem tudo e mais um pouco do que é necessário para tratamentos com plantas.

Publicidade

 

A Scarlat Sage Herb Co tem tudo para os curandeiros, alquimistas e místicos de plantão. Ervas, óleos essenciais, incenssos e livros. 

 

Uma dica extra é o Fillmore District, rodeado pelos bairros Japantown, Lower Pacific Heights e Pacific Heights, é um bairro bem comercial que conta com lojas de luxo e brechós. Por lá está uma das unidades da Credo Beauty, multimarca de beleza natural onde é possível encontrar marcas queridíssimas como Vapour, Ilia, Alima Pure e Juice Beauty.

Gostou? Então confira mais dicas e roteiros dos Estados Unidos com o olhar do Modefica aqui, aqui e aqui.

Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags

.