Encontro Em Copenhagen Cria Metas Da ONU Para Moda

Profissionais do futuro elaborando suas resoluções da ONU para a indústria da moda durante o Youth Fashion Summit // Copenhagen Fashion Summit Image Bank

Nos dias 9 e 10 de maio aconteceu em Copenhagen o Youth Fashion Summit (YFS), programa liderado pela Global Fashion Agenda (GFA) e a Copenhagen School of Design and Technology (KEA), responsável por reunir uma nova geração de estudantes e profissionais da moda com o objetivo de gerar ideias para melhorar a indústria da moda.

O Youth Fashion Summit integra a agenda do congresso mais relevante em moda e sustentabilidade da atualidade, o Copenhagen Fashion Summit (CFS) que acontece anualmente na Dinamarca. O evento proporciona discussões de alto nível acerca dos problemas da indústria da moda com o propósito de preparar os novos profissionais com conhecimento e networking, aumentando assim a esperança do pensamento sustentável na essência dos profissionais do futuro.

Durante o YFS de 2017, cinquenta estudantes receberam a tarefa de iniciar a elaboração da primeira resolução em moda da Organização das Nações Unidas (ONU), que deverá ser apresentada em evento oficial ao final deste ano, na cidade de Nova York. O documento baseou-se nas demandas apresentadas durante o CFS 2016, que exploravam a fundo a interferência da moda em cada um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU para 2030.

Publicidade

O YFS foi realizado nos dois dias precedentes ao CFS e contou com apresentações inspiracionais, como a da embaixadora do evento, blogueira e influenciadora Susie Lau – que além de estar direcionando seu olhar único às questões sustentáveis na moda, vem buscando entender como a imprensa pode informar consumidores e ajudar a transformar discurso em ações. Simon Collins, fundador e CEO da Fashion Culture Design Series, apresentou ao grupo conceitos relevantes sobre apresentação, posicionamento e valores de produtos e marcas, incentivando designers a criar soluções atraentes, enfatizando a necessidade de se ter um propósito.

Foque em criar valor, não lucro

Dax Lovegrove, Vice-Presidente Global de Sustentabilidade Empresarial e Responsabilidade Social da Swarovski, trouxe diferentes perspectivas sobre o tema, mencionando que as mudanças rumo à sustentabilidade atendem a três diferentes áreas: Foot Print (pegada ambiental), referente a nossa relação e impacto no meio ambiente; Political Print, referente a responsabilidade e iniciativas sociais; e Mind Print, sobre a nossa mudança de mentalidade e comportamento.

Os estudantes foram divididos em 7 grupos diferentes, cada um focado em grupos de ODSs, com o intuito de desenvolver ideias para formar a primeira resolução das Nações Unidas em “moda sustentável”. Cada grupo ainda teve a possibilidade de apresentar e receber feedback de suas ideias em uma conversa direta e franca com representantes de cada setor: instituições governamentais estavam representadas pela Agência do Meio Ambiente Europeia (EEA), Swarovski representando o setor de luxo, H&M representando as grandes redes, Li & Fung como fabricante, e ainda Greenpeace como representante da sociedade civil.

O resultado deste trabalho foi exibido no palco principal do Copenhagen Fashion Summit, no último dia 11, para mais de 800 líderes do setor de moda, ONGs, política,  universidades e outros importantes stakeholders. Apresentado pela Professora Doutora Dilys Williams, Diretora do Centre for Sustainable Fashion no London College of Fashion, representantes de cada grupo expressaram uma breve versão dos pontos levantados nos dois dias de YFS, convocando a indústria e todos os presentes a se comprometerem com as metas estabelecidas.

Foram 7 pontos chaves abordando questões sociais e ambientais: Redução da desigualdade, alívio da pobreza e segurança alimentar; Paz e equidade; Reforço das relações humanas por meio da educação e mudança de pensamento dos produtores e consumidores de moda; Preservação da e acesso à água potável; Atingir 100% de energia renovável na indústria da moda; Investimento em reciclagem e transição para economia circular.

O texto apresentado com todas as metas e como alcançá-las pode ser lido na íntegra, em inglês, no site Fashion United.

Sustentabilidade na moda não é apenas a coisa certa a fazer, mas é onde o futuro da moda se encontra.

 

Participaram do YFS 2017 e cooperaram neste texto Larissa Roviezzo, colaboradora do FFW e mestranda em Sustentabilidade na Moda em Berlim; Evelise Biviatello, Mestre em Empreendedorismo e co-fundadora do Trocaria; e Alice Beyer Schuch, Mestre em Sustentabilidade na Moda e atual consultora e tutora em moda circular na ES-fashion e Cirkla Modo.

Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags

.