A Escova De Cabelo Pode Ser A Causa Dos Seus Problemas Capilares

Pentear os cabelos pode ser um hábito casual ou diário, mas indenpendente da frequência com que você gosta de desembaraçar seus fios, ficar de olho na sua escova, não compartilhar (às vezes temos que ser egoístas) e higienizá-la sempre é essencial para manter os fios e o couro cabeludo livre de problemas indesejáveis como, por exemplo, a caspa.

Isso porque, conforme o uso contínuo, as escovas acumulam resíduos de cosméticos, celulas mortas e poeira. Um ambiente perfeito para proliferação de ácaros, fungos e bactérias que, quando depositados no couro cabeludo, causam esse problema tão chato e desagradável, além de outras doenças.

Se você guarda a sua escova cheia de fios de cabelo no armário, as chances disso acontecer são ainda maiores. O ambiente escuro e sem circulação de ar deixa as escovas ainda mais propícias às bactérias. “É importante guardar as escovas em um lugar arejado e sem umidade”, recomenda a técnica Kátia Toledo, da Marco Boni.

Além disso, o hábito de limpar as escovas raramente (ou nunca) não só pode resultar em uma doença que acabe com a saúde dos fios, como também essa prática pode danificar a escova, diminuindo a durabilidade, já que os fios depositados forçam e enfraquecem as cerdas na hora da retirada. “O ideal é limpar a escova a cada utilização”, acrescenta.

Publicidade

Fazer isso é mais simples do que parece, inclusive é bem mais simples do que tratar doenças capilares. A dica é sempre retirar os fios que ficam na escova toda vez que pentear os cabelos, pode ser com um pente, uma escova de dente com cerdas firmes, ou com um produto específico e mais eficaz como os limpadores de escovas.

Reserve também uns minutos para lavá-la com shampoo uma vez por semana, e não esqueça de deixá-la sempre em um local seco e com circulação de ar. Dessa maneira, não há riscos de nenhum bichinho indesejável procriar na sua escova e acabar com a saúde do seu penteado.

Foto Capa: Time Modefica