Novidades Da Bio Brazil Fair: Aloe Vera é o Ingrediente Hit

Enquanto as vendas dos cosméticos convencionais enfrentam quedas, o mercado de cuidados pessoais naturais e orgânicos parece crescer a cada ano. Prova disso é a última edição da Bio Brazil Fair, feira de produtos naturais e orgânicos, que aconteceu na semana passada, em São Paulo.

Cheia de marcas conhecidas da área como Bioart, Alva, Surya, Cativa Natureza, Weleda e Arte Dos Aromas, esse ano a feira trouxe também marcas novas como Prymeva, Souvie, Bio Vegan, Organela, Livealoe e Almanati. Essas duas últimas se destacam por apostar na aloe vera como principal ingrediente de seus produtos.

Popularmente conhecida como babosa, a aloe vera é uma planta originária do nordeste da África. De fácil adaptação, seu cultivo é fácil, entretanto é no cerrado, de clima parecido ao africano, onde a babosa cresce com mais espontaneidade. A babosa não é uma planta tão conhecida por aqui, começou a ganhar popularidade nos últimos anos por meio de produtos importados como sucos e chás.

Em 2011, a Anvisa proibiu a comercialização de alimentos e bebidas à base de aloe vera por “falta de estudos científicos que comprovem a segurança [da ingestão] da babosa”. O uso continuou permitido para produtos cosméticos e produtos de limpeza. Tímidos, esses dois segmentos demoraram a adotar a babosa como ingrediente principal dos seus cosméticos, mas agora o cenário vem mudando.

Publicidade

A aloe vera tem uma grande penetrabilidade nas células, permitindo às composições vegetais terem seus ativos melhor absorvidos pela pele. O gel de aloe vera, utilizado nos cosméticos, é rico em mucopolissacarídeos, aminoácidos, vitaminas: A, B, C, D e E, sais minerais (cálcio, sódio, magnésio, manganês, ferro, zinco, potássio e cromo), ácidos graxos e enzimas.

aloe-vera-02
Produtos Livealoe // Reprodução

Do interior de Goiás, a Livealoe produz a aloe vera e outros ingredientes em uma produção orgânica certificada na Chácara Morada do Sol. Por conta da proximidade entre o laboratório e a plantação, a Livaloe conta com o uso de matérias-primas frescas, garantindo maior concentração de princípios ativos. Os ingredientes que compõe as fórmulas, como uva, noni, linhaça, alecrim, sálvia, entre outros, também são produzidos na chácara.

Shampoos, condicionadores, cremes faciais e corporais, óleos essenciais, tônicos, sabonetes e até produtos de higiene bucal compõe o mix de produtos da marca. Os preços giram em torno de R$ 20 a R$ 50 e podem ser encontrados em diversas lojas de cosméticos naturais online.

aloe-vera-01
Produtos da linha facial, corporal e homem da Almanati // Reprodução

A Almanati é outra marca que viu na aloe vera um ingrediente poderoso – e estratégico. Usando o gel da babosa no lugar da água, a empresa conseguiu desenvolver 5 fórmulas sem água, com alto poder de ativos. Outro diferencial da empresa estreante é a certificação Demeter que garante matérias-primas com origem na agricultura biodinâmica.

Pensando em informar os seus consumidores, a Almanati disponibiliza em seu site um guia completo dos ingredientes usados nas fórmulas. Dos princípio-ativos às fragrâncias e conservantes naturais, é possível entender um pouco de cada um deles e o porquê eles fazem diferença nas fórmulas.

Mas a preocupação da empresa vai além. Em busca de coerência e menos impacto ambiental possível, a marca tem embalagens certificadas com o selo I’m Green, responsável por identificar embalagens produzidas a partir do chamado ‘polietileno verde’, matéria-prima de fonte renovável (etanos de cana-de-açúcar), 100% reciclável.

Um ponto extra à marca por nos presentear com embalagens bonitas e contemporâneas, quebrando o ‘estigma verde’ que a maioria dos produtos naturais carrega, além de todos os produtos serem veganos, com excessão do lip balm e creme hidratante corporal que contém cera de abelha. A gama de cuidados para o rosto e corpo tem preços de R$ 23 a R$ 85 e você pode comprar no ecommerce oficial da marca.

Imagem Capa: Time Modefica

Conheça e faça parte do Clube Modefica!
O Modefica é uma mídia independente que pensa moda, arte, alimentação e política para resiliência social e ecológica. Para manter nosso conteúdo aberto e acessível para todas as pessoas, nós precisamos da sua colaboração.
Gostou desse texto? Contribua com o Clube Modefica e ajude nosso conteúdo ir mais longe para amplificar a transformação positiva.
Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags

. . .