How Did She Get There: Um Site Sobre Mulheres e Como Elas Alcançaram Cargos de Sucesso

Mulheres em cargos de liderança, ou mais especificamente a falta delas, vem sendo motivo de constante debate entre ativistas, empresas e a comunidade engajada nas questões sociais envolvendo mulheres. Inclusive na moda, onde as desigualdades parecem ainda mais discrepantes.

Apenas 23% dos cargos de liderança no Brasil são ocupados por mulheres, e quando falamos de cargos de CEO, a porcentagem é de apenas 14%. No mundo, as estatísticas são um pouco melhores, mas ainda assim deixam a desejar, tornando o debate sobre a mulher e os papéis de liderança uma pauta urgente  globalmente.

Da necessidade de falar mais sobre esse problema e inspirar mulheres a lutarem por cargos melhores mesmo dentro dos ambientes hostis das grandes empresas, Caroline Hugall criou o How Did She Get There. Um site de entrevistas semanais com nomes femininos importantes dentro dos negócios de mídia, comunicação e artes.

Hugall trabalha com estratégia de marca na Mondelez, em Nova York, uma multinacional cujos produtos (Oreo, Trakinas, Tang, Bubbaloo, etc) provavelmente já entraram em nossas casas. Com o site, um projeto totalmente desvinculado do seu trabalho na Mondelez, ela pretende promover um ambiente de aprendizagem e suporte, tão necessários para alcançar cargos de liderança.

Publicidade

As perguntas são sempre as mesmas, assim é possível comparar as diferentes respostas e como cada uma dessas mulheres entrevistadas vêem suas respectivas carreiras. Entre as mulheres em destaque por lá estão Abigail Posner, Gerente De Estratégia De Planejamento do Google; Jackie Jantus, Estratégia de Marca do Spotify; Alex Dimiziani, Diretora De Marketing do Airbnb e a lista continua.

Entretanto, o que podemos notar é a falta de mulheres negras em cargos de liderança. Das 30 mulheres já entrevistadas no How Did She Get There, nenhuma é negra. Se temos um gap enorme para suprir e dar chances iguais a homens e mulheres para que possam atingir cargos de liderança, o gap é imensamente maior quando o assunto é mulher negra.

Você pode receber as entrevistas no seu email através da newsletter semanal do site. Vale a pena assinar e conhecer a história dessas mulheres.

Conheça e faça parte do Clube Modefica!
O Modefica é uma mídia independente que pensa moda, arte, alimentação e política para resiliência social e ecológica. Para manter nosso conteúdo aberto e acessível para todas as pessoas, nós precisamos da sua colaboração.
Gostou desse texto? Contribua com o Clube Modefica e ajude nosso conteúdo ir mais longe para amplificar a transformação positiva.
Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags

.