Ingredientes Escondidos Em Comidas E Bebidas Comuns Que São Estranhos E Cruéis

Lembra quando falamos aqui sobre ingredientes animais escondidos em cosméticos do dia a dia e como evitá-los? Pois alguns daqueles ingredientes que citamos, e outros tão estranhos quanto, podem ser encontrados também em alimentos que são consumidos com frequência como doces, pães, açúcar e cerveja.

Como já estamos acostumados, essas informações são normalmente escondidas e desconhecidas, por isso, nada mais justo do que trazer esses ingredientes à tona, explicar da onde eles vêm e como você pode evita-los.

Vamos começar falando sobre alguns dos ingredientes que já citamos na nossa matéria sobre cosméticos e que também são comuns nos produtos da indústria alimentícia, o carmim e a lanolina.

Carmim

Publicidade

ingredientes-em-comida-carmin

Também conhecido como carmine ou vermelho natural 4, este corante é extraído do corpo e ovos do inseto cochonilha. São necessários cerca de 70.000 insetos para fazer menos de 500 gramas do corante. Ele é utilizado para colorir todos os tipos de comidas vermelhas como bolos, pães, vinhos, confetes, balas e gomas de mascar. O Starbucks começou a utilizar o carmine para colorir seus frapuccinos de morango, mas depois de uma série de críticas, eles retomaram à opção livre de crueldade.

Consta nas composições dos ingredientes? Sim. Como carmim, carmine, corante vermelho natural ou cochonilha.

Opção cruelty-free: corante derivado da beterraba ou opções sintéticas.

Lanolina

ingredientes-em-comida-lanolina

A Lanolina é o nome utilizado para o sebo da lã de ovelhas. Se fosse possível classificar, classificaria este ingrediente como o mais cruel, pois as ovelhas precisam estar vivas e expostas a condições terríveis de vida para produzirem esse produto. Além de ser altamente alergênico, a lanolina é obtido expondo as ovelhas a altas temperaturas incentivando suas glândulas a produzirem a maior quantidade de sebo no menor espaço de tempo possível. Esse método de produção não natural logo faz suas glândulas pararem de produzir sebo e as ovelhas se tornam inúteis e são abatidas.

Na indústria alimentícia (e cosmética), a lanolina é comumente usada, aqui damos destaque a lanolina usada para amaciar a goma de mascar. Então, se você está mascando um chiclete sabor morango agora, isso quer dizer que você está mascando sebo de ovelha e cascas de inseto.

Consta nas composições dos ingredientes? Sim. Como lanolina, álcool alifático, colesterol, lanolato de isopropilo, lanogene, álcool de lanolina, lanosterols, esteróis ou triterpénicos. Em inglês: aliphatic alcohols, cholesterin, isopropyl lanolate, laneth, lanogene, lanolin alcohols, lanosterols, sterols ou triterpene alcohols.

Opção cruelty-free: Alguns afirmam que os sabores clássicos do Trident e o importado Hubba Bubba são livres de ingredientes do tipo, mas a informação é contraditória.

Trifosfato de Cálcio

ingredientes-em-comida-trifosfato-calcio

Um ingrediente indireto que provém das cinzas dos ossos de animais. Ele é usado para filtrar e branquear o açúcar refinado. Agora você tem mais um bom motivo para substituir açúcares refinados da sua alimentação.

Consta nas composições dos ingredientes? Não.

Opção cruelty-free: açúcar demerara, mascavo ou de coco. Em alguns países existem açucares refinados com o selinho “vegan”.

Publicidade

L-Cisteína

ingredientes-em-comida-l-cisteina

A forma L-Cisteína é um aminoácido obtido através do cabelo humano ou penas de pato. Ele começou a ser usado em 1950, e continua em uso até hoje em produtos como pães e bolos industrializados. Serve para melhorar a fermentação de produtos produzidos em massa e como conservante. Atualmente, a L-Cisteína vem sendo substituída pelo ácido sórbico por trazer melhores resultados à produção industrial de pães e afins.

Consta nas composições dos ingredientes? Não. Pode vir disfarçado com o nome de estabilizante ou conservante.

Opção cruelty-Free: se fazer em casa ou comprar de produtores artesanais não for uma opção, vale lembrar que já existe a versão sintética desse aminoácido e as empresas costumam saber qual o tipo que elas usam em sua produção, cheque antes de comprar os produtos nos seus respectivos SACs.

Cola De Peixe

ingredientes-em-comida-ictiocola

Em português pode ser chamada também de ictiocola e em inglês de isenglass. É uma forma de gelatina preparada a partir das membranas internas das bexigas de peixes. Mais utilizada em cervejas e vinhos, não é um ingrediente em si, mas é usada para “compensação” durante o processo de produção, balanceando o sabor das leveduras e servindo para filtrar impurezas.

Consta nas composições dos ingredientes? Não.

Opção cruelty-free: Heineken, Eisenbahn e vinhos veganos.

Gordura Hidrogenada

ingredientes-em-comida-gordura-hidrogenada

A gordura hidrogenada pode ser de origem tanto animal quanto vegetal, mas uma parte da indústria utiliza a gordura animal em seus produtos. Ela serve para “condensar” cremes e outros alimentos, como, por exemplo, recheios de bolinhos Ana Maria.

Consta nas composições dos ingredientes? Sim, como gordura hidrogena.

Opção cruelty-free: gordura hidrogenada vegetal, ou as boas e amigas bolachas Oreo.

Coalho

ingredientes-em-comida-coalho

O coalho é um tipo de enzima produzida nos estômagos de bezerros. Essa enzima serve para auxiliar no processo de fermentação dos queijos – todos os queijos, e não apenas no queijo coalho.

Consta nas composições dos ingredientes? Não.

Opção cruelty-free: queijos veganos e Tofutti.

Publicidade

Gelatina

ingredientes-em-comida-gelatina

A gelatina é rica em colágeno, obtido através da fervura de peles, ligamentos, tendões e ossos de bois e porcos. Ela é conhecida e indicada para manter a elasticidade da pele, e fortalecer unhas e cabelos. Porém, as gelatinas, além de serem ricas em crueldade são também ricas em corantes sintéticos e, as avermelhadas, em cochonilha.

Consta nas composições dos ingredientes? Sim. Como colágeno ou gelatina.

Opção cruelty-free: A ágar-ágar é igualmente benéfica, além de ser de origem vegetal, livre de crueldade e sintéticos. Você encontra o ágar-ágar em lojas como Mundo Verde, ou na Zona Cereliasta, em São Paulo, à granel por um preço ótimo, e na Liberdade.

Para ver a lista completa, com vários outros ingredientes acesse este link.

Ilustrações: Time Modefica

Conheça e faça parte do Clube Modefica!
O Modefica é uma mídia independente que pensa moda, arte, alimentação e política para resiliência social e ecológica. Para manter nosso conteúdo aberto e acessível para todas as pessoas, nós precisamos da sua colaboração.
Gostou desse texto? Clique aqui e contribua com o Clube Modefica e ajude nosso conteúdo ir mais longe para amplificar a transformação positiva.
Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags

.