Instituto Hope Busca Transformar Destinos Através Da Moda

Um curso de Introdução à Moda tem mexido com a cabeça e o coração de oito adolescentes de Santa Catarina. Com histórico de orfandade, abandono e vulnerabilidade, as jovens entre 12 e 14 anos de idade apostam nesta oportunidade para terem suas vidas transformadas. A iniciativa é do Instituto Hope House e serve como prova de que a moda pode muito mais do que revolucionar a estética do vestuário. O resultado das aulas poderá ser visto dia 11 de dezembro, às 19h, em um desfile promovido em parceria com o Shopping Iguatemi Florianópolis.

Para a presidente do Hope House, Themis Duranti o objetivo não só deste curso, mas todos os que vem sendo oferecidos desde o início dos trabalhos do instituto, em 2013, é fazer com que esses jovens consigam olhar para o futuro, que voltem a sonhar de maneira concreta. “O que tenho percebido desta turma é que as alunas chegaram um pouco apreensivas, e hoje estão felizes. Era o objetivo construir essa perspectiva de futuro despertando a vontade desses adolescentes de sonhar. Tirando o foco do passado, das circunstâncias que viveram”, comemorou.

Participam do projeto dez jovens, oito de Florianópolis e duas de Palhoça. “Quando pensamos no curso, não saia da cabeça que deveríamos trazer essas duas garotas de Palhoça. Ano passado elas participam dos cursos de música, dança e artes visuais que aconteceu no núcleo de lá. E era o sonho delas aprender sobre esse universo da moda”, afirmou Themis.

institutohope_2

Vivendo há um ano e seis meses em um abrigo em Coqueiros, em Floripa, M.L.A., de 14 anos, é uma das cinco garotas vítimas do abandono. “Sou simples e minha história é um pouco complicada. Quero um dia ser atriz, tenho paixão enorme pelo teatro, também sonho criar algo diferente. E se atuar não der certo posso trabalhar com figurinos. Se tiver oportunidade eu farei sem problemas. Estou achando demais as aulas e o que aprendi até aqui não tem preço”, afirmou. Há sete anos institucionalizada, A.S.N., 14, também foi atraída pelo aprendizado.

Publicidade

A garota de poucas palavras não revela muito sobre a vida e seus planos, mas afirma que tem achado legal e divertido o que tem aprendido sobre o universo da moda. “Sai de casa com sete anos e tinha que catar papel. Sonho encontrar minha família e ser advogada”, disse. As outras três adolescentes não são de abrigos, elas vivem na comunidade Morro do Mocotó.

De acordo com a coordenadora e professora do curso Introdução à Moda, Neide Schulte o que vem sendo colocado em sala de aula vai além do conhecimento na área de moda. “O curso é focado na responsabilidade socioambiental para que as alunas tenham uma visão sobre as possibilidades de atuação na moda, sendo um vasto campo de possibilidades de formação e trabalho”, disse. Profissional com experiência em economia criativa, Neide espera que as jovens agarrem com tudo a chance conquistada. “Que essa seja uma porta aberta para a vida numa área que oferece muitas possibilidades de trabalho.

O curso oferece visão geral e de conhecimentos práticos que tornam uma roupa mais exclusiva, única, com o uso de técnicas manuais. A crianção das peças em sendo direcionada pelas professoras. E as alunas participarão da execução das peças customizadas. E a economia criativa estará presente no desenvolvimento das peças do desfile trabalhando o potencial criativo individual e coletivo na interação dos professores e alunos do curso”, afirmou.

institutohope_1

O desfile que encerra com chave de ouro o curso de moda, acontecerá na Praça de Alimentação, piso L, do centro de compras. Atravessarão a passarela usando os trajes produzidos pelas alunas, as blogueiras Jade Seba , Norah Lapertosa e Débora Viegas, a atriz Letícia Almeida e as duas alunas do núcleo de Palhoça. A lista de convidados conta ainda com o ator Jonatas Faro e o artista plástico Tom Veiga e o escritor e pastor da Igreja Bola de Neve, Rodrigo Aldeia. Além do desfile, os convidados participarão de um Talkshow interativo sobre como nossas atitudes podem realmente trazer mudanças a comunidade em que vivemos.

Uma exposição com peças produzidas pelo projeto parceiro Trama Ética será aberta no dia 4 de dezembro em uma sala do piso L2 do shopping, em frente à loja Zara. Painéis dos alunos do projeto Hope House dos cursos de artes plásticas e telas do artista Tom Veiga estarão também em exposição. Após o desfile, as peças criadas pelas alunas serão também exibidas na mostra que vai até o dia 18 de dezembro.

Imagens: Divulgação

modefica-site-COMPARTILHE

Conheça e faça parte do Clube Modefica!
O Modefica é uma mídia independente que pensa moda, arte, alimentação e política para resiliência social e ecológica. Para manter nosso conteúdo aberto e acessível para todas as pessoas, nós precisamos da sua colaboração.
Gostou desse texto? Contribua com o Clube Modefica e ajude nosso conteúdo ir mais longe para amplificar a transformação positiva.
Gostou dessa matéria? Compartilhe.