A Lush Vai Fechar Suas Lojas No Brasil e Tudo Está Com 50% OFF

Nós ouvimos hoje o anúncio de que a marca britânica de cosméticos fechará suas lojas e fábrica no Brasil ainda nesse semestre. “Adoramos atendê-los e gostaríamos de agradecer toda a paixão e entusiasmo de vocês sobre nossos produtos e marca ao longo desses anos”, disse a marca em um comunicado oficial. A notícia veio como um baque: a Lush está presente em muitos shoppings pelo país, fazendo frente a marcas que estão sob controle de alguns grandes grupos de beleza e dialogam muito pouco com seus clientes sobre temas urgentes desse universo que vão desde padrões de beleza a testes em animais.

A marca pode estar longe de ser 100% natureba, mas é a única do seu tamanho e porte abrindo a conversa sobre ingredientes em cosméticos. Também é a única loja de shopping onde opções veganas e vegetarianas são as únicas opções e onde as pessoas podem ter um contato com a pauta de testes em animais. A Lush também está um ponto fora da curva na sua comunicação e campanhas publicitárias, e no seu cuidado com logística reversa e minimização do uso de embalagens. Isso sem falar no milagre de se manter independente num universo onde todas as marcas bacanas são compradas por grandes grupos como contou Hilary Jones por aqui. Da Oscar Freire ao Shopping Center Norte, só olhando para São Paulo, a Lush mostra que há outras abordagens possíveis para os negócios e para o universo da beleza.

A despedida do solo brasileiro acontece pela segunda vez. De 1997 a 2007 a marca funcionava no país por franquias, mas a operação ficou inviável pela demora no tempo de importação dos produtos que, por serem feitos com ingredientes frescos, chegavam ao Brasil perto do prazo de validade. A segunda tentativa aconteceu em 2014, quando a marca resolveu operar o negócio diretamente num plano de expansão que contou com a abertura de 30 lojas e 1 fábrica. Os motivos do fechamento, segundo comunicado oficial, são altas taxas tributárias somadas à instabilidade política e econômica do país.

O lado bom é que a empresa continua comprometida com as comunidades de comércio justo brasileiras para alguns de seus ingredientes, como o mel orgânico e o cumaru, manterá o frete internacional para o Brasil e todos os produtos da marca estão com 50% de desconto até dia 20/06 ou até acabarem os estoques – um prêmio de consolação para quem é fã da marca e já não vive sem alguns de seus produtos. Por aqui, vamos correr para tentar pegar os nossos preferidos, guardar no estoque e torcer para que haja um nova tentativa de operação em terras tupiniquins.

Publicidade
Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags

.