Sai Pra Lá: O Aplicativo Que Promete Ajudar a Mapear e Combater o Assédio

Lançado na semana passada, o aplicativo gratuito Sai Pra Lá, da estudante do Ensino Médio Catharina Doria, já conta com mais de 5 mil registros de assédio pelo Brasil. A ideia do projeto é parecida com o Mapa Chega De Fiu Fiu, do coletivo feminista Think Olga, uma ferramenta colaborativa onde cada uma pode registrar o caso e o local da violência que recebeu.

Com o Sai Pra Lá esse registro pode ser instantâneo e só é necessário celular e internet para relatar o ocorrido. Assim como no Mapa Chega De Fiu Fiu, não é necessário se identificar. É possível dizer se o assédio foi verbal, físico, sonoro e outros. A proposta de iniciativas como essa é mapear os lugares mais violentos para as mulheres e, possivelmente, usar esses dados para criar iniciativas preventivas junto ao governo ou de maneira privada.

app-sai-pra-la

O app, há meses em desenvolvimento, chegou à App Store e à loja Google Play logo após dias de debate sobre o tema “assédio feminino”, que ganhou as manchetes e as redes sociais através da hashtag “primeiroassedio”, lançada no Twitter pelo Think Olga, reforçando a importância de debater sobre o problema, tão frequente, mas ao mesmo tempo invisibilizado e justificado.

Por conta da grande demanda, pode haver problemas para registrar o ocorrido, nós, por exemplo, não conseguimos ainda. O app está com uma campanha de financiamento coletivo para fazer as melhorias necessárias e você pode colaborar clicando aqui.

Publicidade

Vale lembrar que nenhuma das iniciativas têm cunho legal. É importante registrar uma denúncia formal na delegacia mais próxima do ocorrido.

Imagem Capa: Time Modefica

Conheça e faça parte do Clube Modefica!
O Modefica é uma mídia independente que pensa moda, arte, alimentação e política para resiliência social e ecológica. Para manter nosso conteúdo aberto e acessível para todas as pessoas, nós precisamos da sua colaboração.
Gostou desse texto? Contribua com o Clube Modefica e ajude nosso conteúdo ir mais longe para amplificar a transformação positiva.
Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags