apoie o modefica

Somos uma organização de mídia independente sem fins lucrativos. Fortaleça o jornalismo ecofeminista e leve a pauta mais longe.

Conheça o Lucid Bag: O Primeiro Guarda-Roupa Compartilhado do Brasil

min. tempo de duração
Share on twitter
Share on pinterest
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Cansada de atender marcas de moda do tradicional mercado brasileiro que não pensavam sobre sustentabilidade, Luciana Nunes decidiu deixar para trás o trabalho com a agência de comunicação e criar, em 2014, o Lucid Bag. Conhecido como “o primeiro guarda-roupa compartilhado do Brasil”, o Lucid Bag funciona como uma comunidade de empréstimo e aluguel de roupas, calçados e acessórios.

Por meio da quebra do padrão já estabelecido entre consumidor e roupa, Luciana busca desvincular a moda da compra. A ideia do guarda-roupa coletivo é estimar o cultivo e conhecimento do estilo próprio por meio do aluguel e empréstimo. As possibilidades de testar e usar são infinitas e a prática evita que a pessoa compre peças que sejam usadas poucas vezes e que passem mais tempo no guarda-roupa do que em seu corpo.

Dessa forma, o guarda-roupa compartilhado permite testar tendências e aproveitar a economia para investir em peças mais atemporais e duráveis para seu guarda-roupa em casa. É a combinação certa para conseguir usar uma variedade de roupas e ainda diminuir o consumo. A mudança precisa ser cultural e de longo prazo, serm dúvidas, mas Luciana vai longe e reflete sobre o futuro ideal da moda para ela: “Uma moda que nós consigamos saber a procedência desse produto; como ele foi produzido; da onde ele veio; qual foi a história daquela peça; quem esteve envolvido nessa produção; se todas as pessoas que participaram receberam de forma justa pelo trabalho que exerceu”.

A série #MulheresNaModaModefica mostra o trabalho de estilistas e empreendedoras brasileiras na moda. São marcas, projetos e pessoas que estão pensando moda para além da estética, com propósito, com cuidado e com afeto. Vamos falar de temas como sustentabilidade, colaboração e outras formas de pensar a moda. 

* * *

Jornalismo ecofeminista a favor da justiça socioambiental e climática

Para continuar fazendo nosso trabalho de forma independente e sem amarras, precisamos do apoio financeiro da nossa comunidade. Se junte a esse movimento de transformação.