apoie o modefica

Somos uma organização de mídia independente sem fins lucrativos. Fortaleça o jornalismo ecofeminista e leve a pauta mais longe.

#NormalizeBreastFeeding: A Nova Capa Da Elle Australia Que Reacendeu O Debate Sobre Amamentação Em Público

Publicada em:
Atualizada em:
Texto
Imagens
min. tempo de leitura
Share on twitter
Share on pinterest
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

A Elle novamente agitou o universo das publicações de moda com a nova capa da Elle Australia de junho, que mostra a modelo Nicole Trunfio amamentando seu bebê de quatro meses Zion. A capa suscitou o debate sobre amamentação em público e levou às redes a #normalizebreastfeeding (normalize a amamentação de peito, em tradução literal).

Na carta da editora da edição, Justine Cullen escreveu: “Não foi uma situação artificial. Zion precisava da amamentação, Nicole deu a ele, e quando nós vimos quão bonito eles pareciam, nós simplesmente colocamos ela no set. Foi um momento completamente natural que resultou em uma imagem poderosa”.

“Quando eu vi minha capa amamentando, que não foi planejada e apenas natural, eu comecei a chorar e pensei ‘este é um momento tão especial onde meus mundos colidiram’, disse a modelo australiana. “Há o meu lado materno, que tanto ama ser mãe, e o lado profissional, que é extremamente apaixonado por sua carreira”, explicou a modelo.

elle-australia-junho-capa-nicole-1

Serão duas capas: da Nicole amamentando seu primeiro bebê para os assinantes, e uma mais conservadora, da modelo com o bebê dormindo em seus braços, para as bancas.

Sobre toda a questão da amamentação em público ser tão debatida, Nicole disse: “É uma verdade lamentável que as mulheres ainda são regularmente envergonhadas ou conduzidas a se sentirem mal ao realizarem o ato fundamental da alimentação de seus bebês onde e quando eles precisam (ou quando elas escolhem não amamentar ou simplesmente não podem e são também oprimidas) é uma situação maluca”.

“A exposição à amamentação na mídia é uma das coisas que podemos fazer para contrariar esta situação, então eu amo essa capa em muitos níveis”, finaliza a modelo.

As australianas estão orgulhosas dessa capa ter sido feita no país delas, e realmente deveriam. (Colocando as questões de moda ética de lado, afinal o editorial de 12 páginas que a modelo estreia dentro da revista com seu primeiro filho conta com um medonho casaco de pele natural), a capa tem um resultado lindo e conseguiu capturar o momento de maneira encantadora.

Para nós, a Elle ganhou mais um ponto por tocar nas questões que envolvem os problemas o universo feminino. E você, o que achou!?

*As citações da modelo foram encontradas no Daily Telegraph Australia.

Imagens: Reprodução

* * *

Jornalismo ecofeminista a favor da justiça socioambiental e climática

Para continuar fazendo nosso trabalho de forma independente e sem amarras, precisamos do apoio financeiro da nossa comunidade. Se junte a esse movimento de transformação.

Continue lendo