Pele Verdadeira Sendo Vendida Como Sintética: Saiba Como Não Cair Nessa

Depois das notícias de casacos e roupas de pele mal rotuladas e vendidas como sintéticas, provavelmente todos nós olhamos novamente para nossos casacos e estolas, esperançosos que nossas peças realmente fossem livres de gato, cão ou qualquer outra criatura que foi encontrada escondida nas roupas que supostamente eram de material sintético.

Notícias como estas são um lembrete de que o preço não é uma indicação de que a pele que você está comprando é real ou não – a indústria chinesa de peles de cães e gatos derruba cada vez mais os preços dessa matéria-prima, que pode ser encontrada com certa abundância em barracas de mercado ou boutiques que vendem roupas e acessórios de pele a preços mais acessíveis. Apesar da importação de peles de cães e gatos ser ilegal nos Estados Unidos e União Européia [enquanto no Brasil a história é mais complicada], esse tipo de pele aparece regularmente no mercado, às vezes rotulado como pele sintética ou material sintético.

Então isso significa que você nunca mais pode comprar roupas e acessórios de pele falsa? Absolutamente. Existem vários indicadores que ajudam a distinguir a pele real da sintética, certificando-se de que sua próxima compra é realmente de pêlo falso e, portanto, não é um produto oriundo de sofrimento e exploração animal.

 

 

Os Três Testes Indicadores de Pele Falsa

1. O segredo está nas pontas.

Olhe cuidadosamente a ponta de cada pêlo em seu casaco. O pêlo do animal geralmente afunila no final, enquanto o pêlo sintético permanece a mesma largura. Porém, isoladamente, este não é um indicador infalível porque os pêlos podem ter sido cortados ou aparados. Nesse caso, a chance é que eles aparentem a mesma largura da raiz à ponta.

2. Verifique a base da peça.

A maneira mais certeira de ver se sua pele é real ou faux é olhando a base, onde o pêlo encontra o revestimento protetor. A pele sintética é costurado em um tecido de apoio, e você verá o trabalho de costura, enquanto a pele verdadeira tem um couro de apoio.

3. Faça o teste do isqueiro.

Herdou um casaco de pele de sua mãe e você não tem certeza se é real ou falso? Faça o teste de queima: retire alguns pêlos do casaco e queima com a ajuda de um isqueiro. A pele verdadeira queima da mesma maneira que o cabelo humano, fica com cheiro de “galinha queimada”, queima muito rápido e vira cinzas ao passo que a pele falsa tem um cheiro meio plástico e quando queimada forma um bolinha dura.

Em caso de dúvida, o nosso conselho é deixar a peça na prateleira – e tenha em mente que é importante deixar a loja ou empresa saber o porquê você não vai comprar a roupa, enviando assim a mensagem do não à pele de animais.

 

Fontes: PETA, Humane Society e The Dodo // Imagens: Unsplash 

Texto escrito por Sascha Camilli para Vilda Magazine e traduzido com autorização para o Modefica. Sascha é fundadora e editora da Vilda Magazine, é jornalista internacional de moda e especialista em Relações Públicas de ONGs e projetos sociais com uma paixão por ioga e viagens. Nasceu em Moscou e cresceu em Estocolmo, ela também morou em Los Angeles, Milão, Florença e Londres antes de chegar à sua cidade atual, Brighton, UK.

Conheça e faça parte do Clube Modefica!
O Modefica é uma mídia independente que pensa moda, arte, alimentação e política para resiliência social e ecológica. Para manter nosso conteúdo aberto e acessível para todas as pessoas, nós precisamos da sua colaboração.
Gostou desse texto? Contribua com o Clube Modefica e ajude nosso conteúdo ir mais longe para amplificar a transformação positiva.
Gostou dessa matéria? Compartilhe.