Mais Uma Vez O Projeto Generation Africa Vai À Pitti Uomo E Mostra O Talento Da Moda Africana

Pela segunda vez consecutiva, a importante feira de moda masculina italiana, responsável também por marcar a semana de desfiles masculinos, Pitti Uomo, recebeu os desfiles do Generation Africa, um projeto de marcas suportado pela ITC Ethical Fashion Initiative e que integra o programa “African Designer Programme”.

Como parte da iniciativa não só de chamar atenção para a moda africana, mas também trazer o foco para questões sociais, a Ethical Fashion Initiative se uniu à organização italiana Lai-momo, responsável por trabalhar com imigrantes, para escolher três requerentes de asilo para participar dos desfiles.

“A África é um dos polos criativos do mundo e esse desfile prova que os designers africanos falam sobre moda, vida e inovação. Ao mesmo tempo, estamos vivendo uma época na qual muitos africanos vêm à Europa como imigrantes. Nós acreditamos em um programa que os ajude a trabalhar na valiosa cadeia de moda”, explicou Simone Cripriani, Diretora e Fundadora do Ethical Fashion Initiative.

Confira as quatro marcas que desfilaram na última quinta-feira, 14, em Milão:

Publicidade

Ikiré Jones

Uma conversa entre Estados Unidos e Nigéria é o resultado dessa marca de moda masculina que casa a estética africana com arte clássica do mundo todo. Walé Oyéjidé, o designer por trás da marca, tem a preocupação de enfatizar questões sociais que afetam imigrantes e populações em trânsito no mundo todo. Através da Ikiré Jones, Oyéjidé se deu a missão de introduzir a cultura moderna africana ao mundo. Os produtos são feitos nos EUA e os acessórios são feitos à mão no Reino Unido.

Ikiré Jones

Lukhanyo Mdingi x Nicholas Coutts

Os dois designers sul-africanos se uniram para uma coleção especial de inverno 2017, apresentada com exclusividade na Pitti Uomo. A estética oposta dos dois – Mdingi aposta em cortes e cores mais minimalistas e Coutts trabalhos de textura através de tecidos diferenciados – resultou em uma coleção com forte presença e muito contemporânea.

Lukhanyo Mdingi x Nicholas Coutts

U.Mi-1

Uma marca contemporânea responsável por mostrar um lado diferente da moda africana, inspirada na cultura, arte e arquitetura da Nigéria. Gozi Ochonogor, o designer nigeriano por trás da marca, chama Londres, Tóquio e Lagos de “lar”, e as estéticas dessas cidades se misturam formando coleções que prezam pela alfaiataria inglesa, a tradição do fazer manual japonês e o espírito africano.

U.Mi-1_1

AKJP

AKJP (Adriaan Kuiters + Jody Paulsen) é uma marca de moda masculina e feminina fundada pela dupla sul-africana, Keith Henning e Jody Paulsen. A assinatura visual da marca mistura o estilo clássico contemporâneo com a estética utilitária. A estamparia com motivos esportivos se tornou marca registrada da AKJP e o trabalho com camadas, silhueta quadrada e assimétrica tem destacado o duo de designers que, inclusive, já foi finalista do Who Is On Nest? Dubai, promovido pela Vogue Itália.

akjp1

Fotos: Giovanni Giannoni // Reprodução

Gostou dessa matéria? Compartilhe.
Tags

.