apoie o modefica

Somos uma organização de mídia independente sem fins lucrativos. Fortaleça o jornalismo ecofeminista e leve a pauta mais longe.

Conheça A Wool And The Gang, Marca Que Vai Te Deixar Com Vontade De Aprender A Tricotar E Crochetar

Publicada em:
Atualizada em:
Texto
Imagens
min. tempo de leitura
Share on twitter
Share on pinterest
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Quando me apresentaram o trabalho da Wool And The Gang, eu pensei “isso é o que nós queremos dizer quando falamos da união da moda com o trabalho manual”. Tudo tão lindo e cuidadosamente pensado que a vontade de encher o carrinho é instantânea.

A Wool And The Gang é o projeto das designers Aurelie Popper, Jade Harwood e Elisabeth Sabrier. Aurelie e Jade se encontram enquanto estudavam na famosa faculdade londrina Central Saint Martins. Elisabeth cruzou com a dupla enquanto elas ainda trabalhavam com Alexander McQueen e Balmain. Mais tarde, Lisa Rodwell se juntou à marca, deixando o quarteto completo.

[quote text=”Providos por nossa comunidade de criadores ao redor do mundo, acreditamos que a moda deve ser #MADEUNIQUE com amor. Sem produção em massa, apenas roupas de qualidade feitas de maneira sustentável” color=”#dfb352″ textcolor=”#ffffff”]

Dois pilares sustentam o conceito da marca: o faça você mesmo e a sustentabilidade. Faça você mesmo porque o grande lance da Wool And The Gang é mais do que vender produtos, é te ajudar a fazer você mesmo a sua peça. No site, você escolhe seu nível (iniciante, fácil, intermediário e avançado) e aparecerá uma série de opções de produtos. A partir dai você escolhe a cor do fio, a língua do “manual” e se quer ou não que agulhas acompanhem o seu kit.

Para fortalecer ainda mais a relação do fazer com os fãs, a Wool And The Gang disponibiliza vídeos tutoriais, promove encontros para tricotar junto e trocar conhecimento, e incentiva a comunidade a promover os próprios encontros. A ideia é trocar conhecimento e tirar um tempo pra tricotar.

tricot-01
Conjunto feito com os fios upcycled Billie Jean // Reprodução

Mas a marca sabe que nem todo mundo leva jeito para tricotar ou crochetar, ou ainda não alcançou habilidades suficientes para fazer bolsas e vestidos. Por isso, é possível encontrar produtos “ready made” para compra. E se você está se perguntando: sim, elas entregam no mundo todo.

Já o pilar da sustentabilidade está muito relacionado com o fazer em casa, dentro do tempo de cada um, mas tem também a ver com a seleção de matérias-primas e fios feita pela marca. Jersey Be Good e Mixtape são duas opções de novelos feitos com sobras do corte de fábricas que produzem camisetas na Turquia. Os pedaços de sobras são cortados e enrolados em novelos por mulheres da região.

Outro fio estreante merecedor de destaque é o Billie Jean, feito a partir do resíduo de tecelagens de jeans. Os resíduos são coletados, desfiados e fiados em novelos. São duas opções de novelo Billie Jean, a primeira com 60% de jeans de reuso e 40% de algodão virgem ou 100% de algodão de reuso. Em todo o processo, não são usados nem produtos químicos, nem corantes.

jersey_be_good_novelo
Novelos diversos de Jersey Be Good // Reprodução

tricot-02
Bolsas feitas com fios Mixtape // Reprodução

Depois dessa, a vontade por aqui é de correr pra um workshop de tricô para aprender a fazer as peças maravilhosas do site com esses novelos mais ecofriendly.

Imagem Capa: Reprodução

* * *

Jornalismo ecofeminista a favor da justiça socioambiental e climática

Para continuar fazendo nosso trabalho de forma independente e sem amarras, precisamos do apoio financeiro da nossa comunidade. Se junte a esse movimento de transformação.

Continue lendo