Organização de mídia, pesquisa e educação sem fins lucrativos que atua por justiça socioambiental e climática por meio de uma perspectiva ecofeminista.

pesquise nos temas abaixo

ou acesse as áreas

apoie o modefica

Somos uma organização de mídia independente sem fins lucrativos. Fortaleça o jornalismo ecofeminista e leve a pauta mais longe.
Ecofeminismo Mulheres e Natureza

Práxis Ecofeminista: Água, Mulheres e o Xingu

Publicada em:
Atualizada em:

Com:

Daniela Rosendo

21 min. tempo de duração
Share on twitter
Share on pinterest
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
No 3º episódio de Práxis Ecofeminista, Daniela Rosendo segue traçando pontos de contato e correlações entre a libertação dos humanos, não humanos e Natureza. Dessa vez, olhamos para o Xingu, ali onde o impacto da hidrelétrica de Belo Monte se soma às consequências da crise do clima e do recente processo de desmatamento intenso.
Ouça também no:

Por meio de uma perspectiva ecofeminista, a filósofa investiga as disputas e interesses que existem no sistema capitalista, patriarcal e colonial, cujo paradigma que estrutura as relações a partir de gênero, raça e classe não é questionado pelo pensamento hegemônico de quem está no poder.

Civilização. Modernidade. Desenvolvimento. Crescimento. Progresso. Esses conceitos se fundem numa concepção de sociedade ideal. “A pergunta óbvia é: ideal para quem?”, questiona.  Em tempos de corrida espacial, “Não Olhe Para Cima” e mudanças climáticas, fica claro, para nós ecofeministas, que todos iremos perder, mas, infelizmente, também sabemos que uns perdem mais que outros. 

Daniela traz ainda para o papo os ensinamentos de “A Vida Não É Útil”, a fala e vivência das mulheres na região da Volta Grande do Xingu e o conceito de  feminização da Natureza aplicado à realidade. A Dica de Leitura deste episódio é a produção “Córtex – Vivendo o Fim no Centro do Mundo. Um passeio com Eliane Brum em Altamira”, do Estúdio Flow, que mostra de forma visual os impactos de Belo Monte em Altamira.

* * *

Jornalismo ecofeminista a favor da justiça socioambiental e climática

Para continuar fazendo nosso trabalho de forma independente e sem amarras, precisamos do apoio financeiro da nossa comunidade. Se junte a esse movimento de transformação.